Davi: Um homem segundo o coração de Deus

Publicado 06/04/2012 por wender4j
Categorias: Artigo

Tags: , ,

Davi literalmente traduzido do hebraico,significa “amado” é uma das figuras mais preeminentes da história do mundo e também entre personagens da Bíblia. É o mais famoso antepassado de Cristo, cerca de quatorze capítulos foram dedicados à vida de Abraão e também a de José; Jacó, onze e Elias, dez. A Davi foram dedicados sessenta e seis, não incluindo as 59 referências no Novo Testamento. (SWINDOLL, 1998). Uma vida que ilustra de maneira bem clara a escala moral da natureza humana, uma vida de muitas conquista e feitos nobres, mas também de pecados horríveis.

Nos primeiros anos de sua vida, Davi demonstrou ser um homem segundo o coração de Deus (1 Sm 13:14), guardava os mandamentos de Deus e nunca foi idólatra, foi leal ao Senhor em testemunho e na adoração. Dentre as características marcantes estão seu caráter polivalente:

  • Na juventude foi atleta (1 Sm 17.34-36)
  • Foi grande músico (1 Sm 16.14-23)
  • Notável talento poético, a tradição judaica atribui a autoria de 73 Salmos a Davi.
  • General competente.
  • Considerado o melhor rei que Israel já teve

Passou a  infância na fazenda de seu pai, perto de Belém, era o caçula de oito filhos (1 Sm 16.10,11). Como pastor mostrou grande valor na proteção do rebanho (1 Sm 17.34-36) até que escolhido por Deus como o sucessor do rei Saul, Davi foi unido pelo profeta Samuel (1 Sm 16.12,13).

Durante o reinado de Saul, Davi tornou-se harpista do rei (1Sm 16.14), depois de algum tempo na corte retorna ao campo (17.15), torna-se campeão de Israel e mata o gigante Golias, o que resulta em grande vitória para o povo de Deus (17.25-53).

Ao vencer Golias, Davi ganha a admiração de Jônatas, filho do rei, mas o sucesso de Davi perante o povo desperta o ódio de Saul (18.1-9), logo Davi se vê forçado a fugir para salvar sua vida (capitulo 19). Sendo este um período escuro de sua carreira. Perseguido pelo rei  Saul vive a perigosa vida de um fugitivo. Mas há momentos de esplendor em meio a esse obscuro panorama como a interseção de Jônatas assegura a Davi restauração temporária da graça do rei (19.4-7) e a generosidade de Davi ao poupar duas vezes a vida de Saul (1 Sm 24.1-15; 26.1-20)

Após a morte de Saul a tribo de Judá unge Davi rei, ele reina sete anos em Herom (2 Sm 5:1-5) e após a morte de Is-Bosete, torna-se rei de toda Israel (2 Sm 5.3).

Em seus últimos anos, Davi conquista Jerusalém, estabelecendo-a como capital (2 Sm 5.7) , para onde a arca da aliança é levada (2 Sm 6.1-11; 1Cr 15.1-29). Dentre outras vitórias militares com que garantem e a expansão do reino (2 Sm 8 e 10).

Dentre outros acontecimentos notórios da vida de Davi, estão o seu pecado contra Urias (2 Sm 11 e 12), o seu arrependimento (Sl 51), a rebelião de seu filho Absalão  (2 Sm 15, 16, 17, 18) e os preparativos para a construção do Templo (1 Cr 22:5, 14;  29.2). Davi nos seus últimos dias nomeia Salomão seu sucessor (1 Rs 1.11-39) sob solenes instruções (1 Rs 2.1-9), sua morte é narrada nos últimos versículos do primeiro livro de Crônicas (1 Cr 29.28) ressaltando sua ditosa velhice.

Referências

Bíblia de Genebra. (2009). São Paulo: Cultura Cristã.

Bíblia Thompson. (2010). São Paulo: Eidtora Vida.

DRANE, J. (2009). Enciclopédia da Bíblia. São Paulo: Edições Paulinas.

SWINDOLL, C. R. (1998). Davi – Um Homem Segundo o Coração de Deus. São Paulo: Mundo Cristão.

O Tabagismo não pertence à vontade de Deus

Publicado 12/03/2011 por wender4j
Categorias: Artigo, Informação

Tags: , ,

O cigarro é uma droga social que se caracteriza como um dos grandes vilões da saúde mundial e responsável também, por problemas de âmbito ecológicos e econômicos:

O cigarro provoca gastos sociais que vão além do tratamento médico de fumantes, pois gera perdas econômicas ocasionadas pela falta ao trabalho, queda de produtividade, aposentadoria precoce, incêndios, acidentes no trabalho e no trânsito, manutenção de aparelhagens, reposição de móveis, tapetes, etc.” (SANTOS, 2007, p. 19)

As plantações de tabaco utilizam uma grande quantidade de agrotóxico, e, é costume dos fumicultores se desfazerem dos resíduos de maneira inadequada. Até os trabalhadores que lidam diretamente com a folha do tabaco estão propensos a náuseas, insuficiência respiratória e alteração na pressão arterial. Considere ainda que, para o processo de produção do cigarro é inevitável também a derrubada de árvores para secagem do fumo – para cada 300 cigarros uma árvore. (TORRES, 2005)

Pessoas que não estão diretamente ligadas à produção ou consumo do cigarro, que simplesmente compartilham o mesmo ambiente com fumantes, também estão submetidos a seus malefícios. A incidência de câncer em esposo/esposa de pessoas que fumam é no mínimo duas vezes maior que na média da população não enumerando ainda as outras várias doenças respiratórias que são uma constante para um fumante passivo. (TORRES, 2005)

O cigarro é desnecessário, Deus cuida de nós e a Ele devemos confiar nossas ansiedades (1 Pe 5:7). O homem não pode ser dominado por coisa alguma (1 Co 6:12) , o vício é um domínio e o cigarro é um objeto que causa morte e destruição, por isso possui relação apenas com os propósitos do inimigo (João 10:10).

O vício degrada nosso corpo, templo do Espírito de Deus (1Co 6:19), e, submete o homem a algo que não possui correlação com o que Deus nos aconselha. Somos admoestados a sermos íntegros (Gn 17:1), característica que não coabita com um ato de prazer individual que afeta o ambiente e a saúde inclusive dos nossos irmãos em fé, tal ato revela um caráter oposto à vida em Cristo: sacrifício próprio em amor ao próximo (Ef 5:2).

Dadas as claudicações inerentes ao tabagismo, é indubitável afirmar que este é um comportamento que alimenta uma cadeia de problemas e que consiste num ato imperfeito, que não pertence à vontade de Deus, pois a vontade de Deus é agradável e perfeita (Rm 12:2), sendo totalmente contrário ao que é fruto do Espírito Santo (Gl 5:22), pois o cigarro escraviza o humor de uma pessoa às suas assíduas dozes; ameaça a paz dos que não são coniventes e compartilham o mesmo ambiente, gera incômodo, contenda e quebra nossa comunhão em “ala dos fumantes” e “não fumantes”. Por isso é plausível afirmar que o vício abre brechas para o inimigo, e que, quem traga um cigarro esta suscetível a ser tragado por ele: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;” (1 Pe 5:8 ).

Bibliografia

BÍBLIA SAGRADA. Tradução, Almeida, João Ferreira de. Edição corrigida e revisada fiel ao texto original. (1995). São Paulo: Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil.

SANTOS, S. H. (2007). Obrigado por não fumar: o cigarro não é sublime. Rio de Janeiro: Editora Senac.

TORRES, B. S. (2005). Tabagismo: O que você precisa saber. Recife: Editora Universitária UFPE.

Bereanos: Crentes Bíblicos

Publicado 12/03/2011 por wender4j
Categorias: Artigo

Tags: , , ,

Bereanos são o povo nascido na Macedônia , mais precisamente na cidade de Beréia, a qual foi  visitada por Paulo em sua segunda viagem missionária por volta do ano de 52 DC (BÍBLIA DE ESTUDOS DE GENEBRA, 2009), conforme ilustra a figura 1. Desde 168 DC, Beréia atualmente  possui o nome de  Véria , e, desde 1912 foi incorporada ao território da Grécia conforme marcado na figura 2.

Figura 1 - Segunda viagem de Paulo

A Bíblia relata sobre os Bereanos em Atos capítulo 17, versículo 11 “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” (BÍBLIA SAGRADA. Tradução, Almeida, João Ferreira de. Edição corrigida e revisada fiel ao texto original, 1995), assim, conforme (HENRICHSEN, 1997), são definidos como um povo cuja convicção era formada nos ensinamentos da Bíblia.

Figura 2 - Localização da cidade de Véria, Grécia atual.

É importante que a convicção se forme embasada no que a Bíblia ensina sem dependência de comentários, credos e sermões. Todos os materiais para estudo bíblico são válidos, tais como enciclopédias, comentários e obras expositivas. Entretanto, devem ser utilizados apenas após ser aplicado o princípio de investigação original, a Palavra de Deus. (HENRICHSEN, 1997)

Aquele povo buscou encontrar nas Escrituras Sagradas a confirmação daquelas novas que em tudo lhes pareciam boas, eles valorizavam a verdade bíblica e colocavam acima de quaisquer outras fontes pretensas de autoridade. Isso justifica o fato de Paulo não ter escrito nenhuma carta aos Bereanos – não era necessário, pois eram crentes bíblicos, ao passo que seus vizinhos da Tessalônica receberam duas. (LEITE, 2009)

A Bíblia ratifica e nos admoesta sobre tal comportamento em 1 Tessalonicenses 5: 21 está escrito “Examinai tudo. Retende o bem.”; em João 5:39, “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;” e como resposta aos saduceus, dentro deste mesmo contexto Jesus disse: “Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” (BÍBLIA SAGRADA. Tradução, Almeida, João Ferreira de. Edição corrigida e revisada fiel ao texto original, 1995).

Se a vontade de Deus é que os homens “cheguem ao pleno conhecimento da verdade” então o homem terá que fazer algo para alcança-lo. Sabedoria sim é de Deus. Nobre são os cristãos que a conhecem e que a analisam os fatos segundo às Escrituras Sagradas, assim como demonstram os Bereanos.

 

Bibliografia

 
BÍBLIA SAGRADA. Tradução, Almeida, João Ferreira de. Edição corrigida e revisada fiel ao texto original. (1995). São Paulo: Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil.
 
BÍBLIA DE ESTUDOS DE GENEBRA. (2009). São Paulo: Editora Cultura Cristã; Sociedade Bíblica do Brasil.
 
HENRICHSEN, W. A. (1997). Método de Estudo Bíblico – A layman’s guide to interpreting the Bilble, tradução: Odair Olivetti. São Paulo: Mundo Cristão.
 
LEITE, L. (2009). A inteligência do evangelho. São Paulo: Naós.
 

Pastores e seus shoppings

Publicado 28/09/2010 por wender4j
Categorias: Opinião

Tags: , ,

Muito me incomoda o perfil dos crentes de hoje em dia, foi-se o tempo que crente era crente de fato, hoje a maioria são tão “sérios” quanto a teoria da prosperidade. Convenhamos que hoje muitas igrejas neopentecostais utilizam-se de artimanhas de causar inveja à qualquer campanha de marketing, que o diga os dirigentes destas, ricos de maneira despropositada, verdadeiros comerciantes, empresários “bem-sucedidos”. O fato é que a teoria da prosperidade tem sido próspera bem mais para estes “pastores”.  Alguns têm até jatinhos que custam milhões de Reais… Enfim, tais organizações perderam a essência do cristianismo (escreverei um texto sobre), e, se fazem o bem, fazem pouco pelos recursos quem arrecadam. Não digo que deveriam andar a pé, mas deveriam ter no máximo um carro que cumpra o propósito de meio de transporte: “E disse ao povo: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem NÃO consiste na abundância das coisas que possui.” Lc  12:15

Em Lucas 10, do versículo 1 ao 9, Jesus envia 72 discípulos, e, como em vários outras de suas passagens, ressalta sobre a irrelevância das posses e pertences: “Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho.” (Lc 10.4) a interpretação para hoje seria “Levem as maletas de dinheiro em seus jatinhos e tenham imensas fotos na porta de seus templos para saudarem os que por ali fizerem caminho”? Acho que nenhuma loja do baú tem uma foto tão grande do patrão quanto o templo das empresas do R.R. Soares, ele curte mesmo esse negócio de ser pop, isso é mau, “Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus” (2 Co 4.5),  e ainda, “Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me”. (Mt 19.21)

Bora seguir a Deus empresários de deus?

Bem vindos.

Publicado 16/04/2010 por wender4j
Categorias: Informação

Tags: , , , , , ,

Peço a todos que aguardem, breve aqui um repositório de estudos e textos objetivos com aplicação prática às nossas vidas conforme a Palavra de Deus.